Blog

A água é o nosso recurso mais importante. Os cuidados para que ela não venha a faltar no futuro devem ser regulares. Evitar seu desperdício não deve ocorrer apenas em momentos críticos. Adotar um estilo de vida com uma produção e uso racional de água e energia é benéfico em qualquer cenário. O desperdício desse […]

Desde crianças somos incentivados a reciclar e entender a importância dessa atividade no meio social e ambiental. Mas você sabe onde e como surgiu esse procedimento? Diversas cidades italianas, durante a famosa Idade Média, tinham diretrizes para destinação de objetos e carcaças de animais, assim como a eliminação de águas paradas e a proibição de […]

Saúde pública e saneamento básico são conceitos dependentes; o saneamento básico afeta diretamente na qualidade da saúde pública. A SaniClean é uma empresa engajada com o meio ambiente que preza pela qualidade desses recursos. Por isso, hoje, esse é o assunto de nossa pauta. O saneamento básico é a atividade relacionada ao controle e distribuição […]

Os seus eventos são especiais e merecem um planejamento único. Seu público é muito importante e precisa de necessidades especiais. Estamos na era da comunicação, acessibilidade e inclusão, e em seu evento é preciso se comunicar com todos, incluindo quem precisa de tratamento diferenciado. As Pessoas Especiais estão ganhando cada vez mais espaço no mercado […]

O acúmulo de lixo nos centros urbanos é fator causador de doenças e piora a qualidade de vida de pessoas, animais e da atmosfera local. Esses problemas estão ligados diretamente à falta de desenvolvimento socioeconômicos, culturais em cidades onde a coleta e o reaproveitamento do descarte do lixo não é realizado corretamente. Segundo a UNICEF […]

O descarte inadequado de resíduos é uma das agressões a natureza mais visíveis aos nossos olhos, e deve ser combatida pelos órgãos públicos de cada município, assim como os cidadãos e quem mais estiver de passagem. O descarte correto e adequado de resíduos, sejam eles domiciliares, hospitalares, industriais é uma tarefa de todos. Além disso, […]

O Brasil é o 11º país na lista de maiores realizadores de eventos do mundo, segundo o Ministério do Turismo. Nosso país possui características climáticas, turísticas, geográficas e culturais que criam uma oferta alta e diversificada de eventos a céu aberto, que por sua vez criam demanda por instalações de higiene pessoal como cabines de […]

Saneamento básico é um conjunto de serviços essenciais que podem ser prestados por empresas públicas ou por empresas privadas em concessão. Estes serviços são considerados indispensáveis para o desenvolvimento socioeconômico de qualquer país no mundo. Esse conjunto de serviços é uma intervenção sobre os fatores ambientais que trazem efeitos nocivos à saúde mental, física e […]

O Planeta Terra sempre foi riquíssimo em recursos naturais, como os vegetais, os ventos, a água, a energia solar, o solo, as florestas, os minérios etc. Com o passar do tempo, algumas técnicas foram aprimorando e as sociedades foram desenvolvendo formas de apropriar mais os elementos da natureza, o que intensificou a exploração do meio […]

O verão é um período chuvoso em grande parte do território brasileiro, trazendo ameaça de enchentes. A maioria das cidades não estão preparadas para o volume de água que recebem. E as medidas tomadas acabam sendo mais focadas em conter os danos do que em prevenir o transtorno. As causas das enchentes estão ligadas diretamente […]

O carnaval é uma das épocas mais esperadas do ano em algumas cidades. E em São Paulo não é diferente! A Prefeitura estima mais de 550 blocos de ria e só no pré-carnaval serão 187 desfiles! Um crescimento de 69% comparado ao ano anterior. A festa irá acontecer durante três finais de semana entre os […]

Quando o assunto é banheiro, você já parou para pensar em como esse ambiente era antigamente? De todos os cômodos de uma casa, esse foi o que mais evoluiu. Porém, a evolução não foi por estética, mas sim por necessidade. A preocupação com a higiene era grande, pois a proliferação de doenças era algo fácil […]

A Rússia impressiona e os torcedores que pretendem acompanhar a Copa do Mundo de perto no próximo ano vão poder comprovar isso. Os estádios têm ótima área externa e há uma estação de metrô a poucos metros de distância, o que permite a chegada do torcedor facilmente. A visão do campo é privilegiada de qualquer […]

No Brasil existem muitas histórias que ficaram marcadas no decorrer do seu desenvolvimento. Diferentemente dos outros países, a evolução do saneamento e dos sanitários ocorreu de outra forma. No século XIX, as cidades e a população brasileira estavam crescendo à todo vapor. Contudo, o saneamento básico não acompanhava todo esse processo, já que não se […]

O termo “sanear” é uma palavra que vem do latim e significa higienizar, tornar saudável e limpar. Na Idade Antiga, o homem entendeu que a água contaminada e o grande acúmulo de lixo e dejetos eram prejudiciais a saúde humana e ambiental, por isso desenvolveu algumas técnicas, como irrigação, construção de diques e canalização. Mas […]

A água é o nosso recurso mais importante. Os cuidados para que ela não venha a faltar no futuro devem ser regulares. Evitar seu desperdício não deve ocorrer apenas em momentos críticos. Adotar um estilo de vida com uma produção e uso racional de água e energia é benéfico em qualquer cenário. O desperdício desse recurso deve ser combatido continuamente e a reutilização de água é um dos meios mais eficientes para sua preservação. Existem muitos hábitos de seu consumo que podem ser alterados visando uma economia doméstica significativa. Entretanto, é necessário coletar, armazenar e utilizar a água de reuso de forma adequada para que ameaças e riscos sejam evitados.

Veja a seguir algumas dicas de como reutilizar água com segurança:

A água do aquário serve para regar plantas

Depois de limpar seu aquário, você pode utilizar a água velha para regar o jardim, por exemplo. Essa água que precisa ser trocada frequentemente pode ser uma rica fonte de nitrogênio, elemento essencial para a fotossíntese. Não se esqueça que as plantas não são fãs de água com controle de PH. Se a água retirada do aquário estiver muito suja, dê uma misturada com água limpa.

Colete a água enquanto toma banho

Enquanto você está tomando banho, colete a água que respinga do chuveiro. Ela pode ser reutilizada para lavar o próprio banheiro, áreas externas ou até mesmo para descargas.

Colete a água da chuva, mas não a consuma

Uma ótima dica para economizar água é usar algum recipiente para coletar água da chuva. O recipiente deve estar bem tampado para evitar a proliferação de mosquitos que propagam doenças. Não utilize lonas, madeiras, telhas e nada de tampas soltas. A água da chuva também pode ser reutilizada para limpeza de áreas externas, descarga ou lavagem do carro, por exemplo, mas não é apropriada para consumo devido aos resíduos que carrega. Inclusive, por conta de seus resíduos orgânicos, o período máximo para seu armazenamento é de apenas 4 dias.

Reutilize a água do preparo das refeições

Em alguns casos, como cozimento de legumes, se sobrou água, é possível reutilizá-la para fazer sopas. Muitas receitas utilizam esse estoque como uma carta na mangá para dar mais sabor. Essa água também pode ser usada para regar plantas.

Gostou das nossas dicas? Então coloque em prática no seu dia a dia e ajude na preservação de nosso bem mais precioso. A SaniClean apoia essa causa.

Desde crianças somos incentivados a reciclar e entender a importância dessa atividade no meio social e ambiental. Mas você sabe onde e como surgiu esse procedimento?

Diversas cidades italianas, durante a famosa Idade Média, tinham diretrizes para destinação de objetos e carcaças de animais, assim como a eliminação de águas paradas e a proibição de lixo e fezes nas vias públicas. Foi nesse período que os primeiros serviços de coleta de lixo surgiram. A princípio, essa atividade era realizada por particulares, mas quando algum transtorno surgia, optava-se pelo serviço público – exercido pelos carrascos da cidade e seus auxiliares, contando com a ajuda, por vezes, de prostitutas.

Foi com a Revolução Industrial, na metade do século XIX, que a produção de lixo teve um aumento significativo, gerando graves impactos sanitários. Esse problema fez com que novas medidas fossem tomadas para atenuar a situação dos bairros.

Com o passar dos anos, mais especificamente no século XX, a questão do lixo já não era apenas sobre descarte de materiais orgânicos, pois suas características tornaram-se mais diversas, ou seja, existiam resíduos eletrônicos, industriais, radioativos, químicos, entre outros. O destino de todo esse detrito também era um problema. Até a metade do século, a solução encontrada pelos Estados Unidos e Europa era jogar grande parte desse lixo em áreas limítrofes, mares e rios.

Entretanto, até aquele momento, o mundo não havia produzido tanto lixo. A Revolução Industrial inseriu novos patamares de produção e assim a situação do descarte tornou-se realmente mais preocupante. Assim, surgiu a necessidade de pensar em novos meios que não fossem somente estocar em aterros ou descartá-lo de forma irresponsável no meio ambiente. Diante desta realidade, a reciclagem assumiu um papel importantíssimo.

Esta atividade surgiu, portanto, como solução para reintroduzir no sistema uma parte da matéria e energia que se tornaria lixo. Assim conseguimos coletar os dejetos, separá-los e processá-los para serem utilizados como matéria prima em diversas frentes.

Evite o desperdício de recursos naturais e pratique um consumo responsável, reaproveitando ao máximo os materiais utilizados e encaminhando os recicláveis para os postos de coleta. Não esqueça de separá-los nas seguintes categorias: papel, plástico, metais e vidro.

Não faça mal ao meio ambiente. Recicle. A SaniClean apoia essa causa.

Saúde pública e saneamento básico são conceitos dependentes; o saneamento básico afeta diretamente na qualidade da saúde pública. A SaniClean é uma empresa engajada com o meio ambiente que preza pela qualidade desses recursos. Por isso, hoje, esse é o assunto de nossa pauta.

O saneamento básico é a atividade relacionada ao controle e distribuição dos recursos básicos, como abastecimento e tratamento de água, esgoto, coleta e destino adequado para o lixo, limpeza urbana e controle de pragas ou qualquer tipo de agente patogênico, visando o bem-estar físico, mental e social da população. O saneamento básico preza pela saúde pública, como fica fácil de entender após definida suas funções.

Entre seus procedimentos, temos como principais o tratamento da água, a canalização e tratamento de esgotos, limpeza de ruas e avenidas e coleta e tratamento de resíduos orgânicos. Sem o saneamento básico adequado, as vias públicas podem sofrer com várias consequências. Uma delas são as enchentes, como já discorremos anteriormente e você pode saber mais clicando aqui.

A falta deste serviço também pode causar doenças, como: esquistossomose, febre amarela, febre paratifoide, amebíase, ancilostomíase, ascaridíase, cisticercose, cólera, dengue, disenterias, elefantíase, malária, poliomielite, giardíase, hepatite, infecções, entre outras.

De acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) 88% das mortes por diarreias no mundo são relacionados ao saneamento inadequado. Destes números, 84% são crianças.

O Plano Nacional de Saneamento Básico com advento da Lei nº 11.445/07 estabelece as diretrizes de saneamento básico para todo país.

Reivindique seus direitos e procure conversas com seus vizinhos para que todos estejam engajados nessa causa. É para o bem-estar de todos.

Os seus eventos são especiais e merecem um planejamento único.

Seu público é muito importante e precisa de necessidades especiais.

Estamos na era da comunicação, acessibilidade e inclusão, e em seu evento é preciso se comunicar com todos, incluindo quem precisa de tratamento diferenciado.

As Pessoas Especiais estão ganhando cada vez mais espaço no mercado de trabalho, na representatividade e na comunicação. Já é mais do que provado que as pessoas portadoras de deficiência física, visual e mental não só tem as mesmas capacidades que as pessoas ditas normais, mas tem a habilidade mais que especial de desenvolver talentos específicos, seja na comunicação, no mundo contábil, na culinária. As opções são infinitas e você precisa adaptar sua empresa e seus eventos para atender a evolução que está acontecendo no mundo.

Para atender o seu público especial, a SaniClean tem uma linha exclusiva de sanitários para PNE. (Pessoas com Necessidades Especiais).

A SaniClean apresenta uma linha exclusiva para o seu evento ser totalmente inclusivo.

Hoje uma empresa é avaliada não só pelos produtos e serviços, mas pelos seus valores de inclusão e sustentabilidade.

Os banheiros PNE da SaniClean são sanitários ecológicos e práticos, tanto na locomoção, instalação e desinstalação quanto na hora da limpeza, higienização e descarte.

Características Gerais:

  • Banheiro 100% de polietileno de alta densidade;
  • Caixa de dejetos;
  • Identificação PNE;
  • Trinco na porta com identificação (aberto/fechado)
  • Ponte de ventilação natural;
  • Piso antiderrapante;
  • Suporte para papel higiênico;
  • Teto translúcido;
  • Bico de iluminação;
  • Barra de apoio.

 

Conheça o banheiro PNE SaniClean http://bit.ly/2oofwIu

 

 

O acúmulo de lixo nos centros urbanos é fator causador de doenças e piora a qualidade de vida de pessoas, animais e da atmosfera local.

Esses problemas estão ligados diretamente à falta de desenvolvimento socioeconômicos, culturais em cidades onde a coleta e o reaproveitamento do descarte do lixo não é realizado corretamente. Segundo a UNICEF e a Organização Mundial de Saúde, saneamento básico é um fator determinante para um país atingir o status de um de desenvolvido.

O descarte irresponsável de lixo residual, gera aumento de calor nas cidades, piora a qualidade do ar e das chuvas, cria condições de proliferação de mosquitos transmissores de doenças como a dengue, a febre amarela, a zika, e o aumento da taxa de mortalidade infantil e incidência de crianças portadoras de microcefalia, problemas de saúde pública que pedem por resolução urgente nos centros urbanos do Brasil, e que atinge principalmente a população mais pobre e carente de serviços públicos essenciais como esgoto e coleta de lixo.

O lixo acumulado nas ruas e obstruindo vias públicas e esgotos afetam o sistema de drenagem aumentando o risco de cheias nos rios causando enchentes e deslizamento de terras nos períodos de chuvas.

A vida de útil dos aterros sanitários é diminuída com o acúmulo de materiais descartados que possuem decomposição lenta como vidro, plástico, pneus e lixo eletrônico, que ainda contamina o solo e os lençóis freáticos, liberando gases e líquidos tóxicos para a população e os animais que vivem próximos às áreas afetadas por esse tipo de contaminação.

Por sua vez as cidades perdem dinheiro gasto em saúde e serviços de limpeza e coleta de lixo e manutenção nos centros urbanos e dinheiro gasto com a preservação e revitalização de áreas verdes e rios das cidades, o que aumenta a desvalorização imobiliária e do turismo local, proliferação de pragas e doenças contagiosas como a Leptospirose, poluição visual e também diminui a renda local, consequentemente pesando no bolso do trabalhador de áreas afetadas.

Segundo a UNICEF e a OMS, saneamento sustentável e responsável melhora a qualidade de vida das pessoas, bem-estar, saúde mental, física e social da comunidade beneficiada por esse direito básico, com destaque para as crianças e a redução da taxa de mortalidade infantil.

O descarte correto e a coleta seletiva está entrelaçada com o desenvolvimento econômico e ascensão social da população dos grandes centros urbanos  e o lixo residual produzido pela população é uma grande fatia do lixo na cidade e podemos contribuir com algumas mudanças diárias muito simples como o reaproveitamento de embalagens plásticas e garrafas de vidro, reutilizando envelopes e papéis antes do descarte final e evitando ao máximo o desperdício de alimentos e o descarte de lixo eletrônico, além de pilhas e baterias que liberam substâncias altamente prejudiciais a vida como chumbo, mercúrio, lithium e e cádmio.

O lixo nas cidades trazem perigos e riscos não só à saúde da população e dos animais que nelas residem, mas também ao desenvolvimento e crescimento, da economia local e cultural dos centros urbanos valorizando nossa vida e nossas áreas tanto verdes quanto imobiliárias.

Cidade limpa é cidade com saúde e lugar de gente feliz e produtiva.

FONTES:

https://bit.ly/2nFG4EK

https://bit.ly/2J9SVwf

https://bit.ly/2MTUOLw

https://bit.ly/2w9GmYp

https://bbc.in/2MmucGA

O descarte inadequado de resíduos é uma das agressões a natureza mais visíveis aos nossos olhos, e deve ser combatida pelos órgãos públicos de cada município, assim como os cidadãos e quem mais estiver de passagem. O descarte correto e adequado de resíduos, sejam eles domiciliares, hospitalares, industriais é uma tarefa de todos. Além disso, existe a Política Nacional de Resíduos Sólidos, uma regulamentação sobre o descarte e coleta sustentável para empresas, vigente pela Lei 12.305/10.

Os resíduos sólidos são responsáveis por muitos problemas que afetam as cidades do Brasil, como por exemplo a sujeira nas ruas causada por pequenos descartes individuais que juntos se transformam em uma quantidade enorme de lixo que toma as ruas dos grandes centros urbanos como o aumento da incidência de enchentes pela obstrução dos esgotos, contaminação de lençóis freáticos, aumento de gastos públicos em limpeza urbana e manutenção, desvalorização imobiliária, obstrução de vias públicas, proliferação de pragas e doenças contagiosas como a Leptospirose, poluição visual e consequentemente prejuízos no turismo local. O descarte inadequado de lixo eletrônico por exemplo, é o causador de danos ambientais graves como a redução no tempo de vida útil dos aterros sanitários, contaminação por metais pesados como mercúrio, chumbo e cádmio, que afetam a qualidade do solo e da água de rios e lençóis freáticos, e equipamentos eletrônicos têm em sua composição, materiais que demoram para se decompor naturalmente como vidro e plástico e acumulam volume e encurtam o tempo de vida útil dos aterros.

O aumento das vendas de automóveis no Brasil, significa também o crescimento do descarte incorreto de pneus usados, causando poluição do solo contaminação de áreas devido a sua biodegradação lenta, causando infecção de pessoas e animais que se alimentam de áreas com solo contaminado pela eliminação de resíduos químicos liberados na natureza pela deterioração dos pneus.

Quando expostos à luz solar e às chuvas, os pneus começam a se desfazer tanto na forma de líquidos como na forma de gases que contaminam ecossistemas e a atmosfera, e servem como foco de mosquitos transmissores de doenças como a dengue, malária e febre amarela.

Em São Paulo, 35% dos resíduos domiciliares coletados diariamente pelo poder público tem potencial para ser reciclado, isto é, 35% de 12 mil toneladas de lixo gerado pela população da cidade em um dia. Desse volume apenas 6% é reaproveitado, segundo a prefeitura.

Segundo um estudo do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (Unesp), os carroceiros são o principal agente na coleta seletiva municipal e são responsáveis por quase metade do lixo reciclado no país.

Eles recolhem 43,5% do volume total de lixo residual reciclado pela coleta seletiva na cidade de São Paulo,as prefeituras recolhem 18,7% do total e as empresas, são responsáveis pelo reaproveitamento de 37,8%.

Em cidades com até 100 mil habitantes, os catadores são responsáveis por 60,1% da coleta seletiva segundo o mesmo estudo.

Para contribuir com a reciclagem do nosso próprio lixo residual, podemos diminuir o volume do descarte doméstico com simples ações diárias como reaproveitamento de embalagens e garrafas de vidro, reutilizando envelopes e papéis antes do descarte final, evitando ao máximo o desperdício de alimentos e o descarte irresponsável de lixo eletrônico, além de pilhas e baterias.

FONTES:

https://bit.ly/2nFG4EK

https://bit.ly/2JMhRp9

https://bit.ly/2w9GmYp

https://bbc.in/2MmucGA

https://bit.ly/2MTUOLw

https://bbc.in/2MsT9PY

O Brasil é o 11º país na lista de maiores realizadores de eventos do mundo, segundo o Ministério do Turismo.

Nosso país possui características climáticas, turísticas, geográficas e culturais que criam uma oferta alta e diversificada de eventos a céu aberto, que por sua vez criam demanda por instalações de higiene pessoal como cabines de banheiro químico.

Além dos grandes centros urbanos, a extensa faixa litorânea do Brasil oferece clima ideal para realização desse tipo de evento, e o interior contribui com seus eventos culturais.

Sanitários químicos, são indicados e utilizados em eventos musicais, esportivos, feiras e convenções, festas religiosas, e eventos com opção de camping aos seus frequentadores.

Além da praticidade, os banheiros de cabines portáteis contribuem para economia sustentável do país, gerando emprego que movimenta a economia local e diminuindo os impactos causados pela intervenção local que um grande evento pode trazer a região.

O sanitário é um ponto de base para o grande evento, e como serviço básico e essencial, o serviço demanda um controle rígido de qualidade vindo dos usuários e eles trazem aos eventos grandes vantagens como mobilidade, conforto e praticidade.

Na infraestrutura de um evento, o banheiro é uma das partes mais fundamentais, os frequentadores de grandes eventos sabem a realização e tranquilidade de achar um bom e bem localizado sanitário, e é um dos principais pontos de preocupação para os organizadores.

Impactos ao meio ambiente, são um tema que ganha cada vez mais destaque no mundo e a pressão para reduzi-los está cada vez maior e é uma demanda que vem de autoridades públicas locais e nacionais, do público que frequenta grandes eventos, associações reguladoras e comerciais, organizações ambientais e não governamentais de minorias (ONGs), instituições acadêmicas, além é claro dos próprios clientes, colaboradores, patrocinadores e acionistas do evento.

A legislação que regulamenta o uso de cabines de sanitários químicos em obras e eventos é a NR-18 (Norma Regulamentadora nº 18), do Ministério do Trabalho.

Essa lei determina uma unidade para cada 20 pessoas com instalações independentes para mulheres e homens.

Os banheiros químicos são fabricados de materiais higiênicos e resistentes como polietileno de alta densidade com teto translúcido para a entrada de luz e telas para ventilação interna, canaletas na cobertura que evitam a entrada de água de chuva e geralmente são nas cores verde ou azul para reduzir o calor dentro da cabine

É indispensável na organização de um grande evento a céu aberto, um cronograma eficiente na sua limpeza e higienização, e também a adoção de medidas e normas de segurança no descarte dos dejetos regidos pela Vigilância Sanitária.

Respeitando o meio ambiente e o público, os organizadores ganham retorno financeiro lucrativo e qualitativo em relação ao público de seus eventos, e o banheiro é um dos pontos mais marcantes na experiência do público em um grande evento, e problemas nas instalações das cabines, limpeza e localização estratégica para evitar filas não passam batido pelo grande frequentador de eventos ao ar livre.

FONTES:
https://bit.ly/2KTpIlj

https://bit.ly/2vPtl7c

https://bit.ly/2vQfM7p

Saneamento básico é um conjunto de serviços essenciais que podem ser prestados por empresas públicas ou por empresas privadas em concessão. Estes serviços são considerados indispensáveis para o desenvolvimento socioeconômico de qualquer país no mundo.

Esse conjunto de serviços é uma intervenção sobre os fatores ambientais que trazem efeitos nocivos à saúde mental, física e social da população e é um direito assegurado pela Constituição. Lei nº. 11.445/2007.

O conceito de Saneamento Ambiental praticado no Brasil consiste em 4 serviços essenciais: infraestrutura e instalações de abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza e drenagem urbana e a manipulação de resíduos sólidos de águas pluviais

Saneamento básico é indispensável para um país se desenvolver e trazer progresso para sua população, não só na área da saúde, mas na educação, turismo, valorização imobiliária, preservação de recursos naturais e até aumentando na renda do trabalhador.

Segundo a UNICEF e a OMS (Organização Mundial de Saúde), saneamento sustentável e responsável melhora a qualidade de vida das pessoas, trazendo bem-estar, saúde mental, física e social da comunidade beneficiada por esse direito básico, com destaque para as crianças e a redução da taxa de mortalidade infantil.

O acesso à  água potável, e hábitos de higiene não deveriam ser um privilégio apenas dos ricos ou dos que vivem em centros urbanos e sua ausência é a causa de muitas doenças que afetam a população mais pobre sobretudo as crianças que no Brasil, que são as maiores vítimas da falta de saneamento básico.

A carência por esses serviços essenciais para a saúde geram um ambiente  propício ao desenvolvimento de doenças, como a diarreia, hepatite A, verminose e outros, além das famosas doenças transmitidas por mosquitos como o famoso Aedes Aegypti que causa doenças como a já citada Dengue, a  Chikungunya, Zika, responsável pelo aumento de casos de microcefalia infantil no Brasil, e o mosquito Anopheles, responsável pelo recente crescimento da Malária nas zonas rurais do Brasil, mas que por não incidir em centros urbanos, possui menos apelo político e apoio da imprensa que o mosquito da dengue.

O acesso ao saneamento básico para a população mais pobre que vive nos centros urbanos e as cidades mais distantes das capitais é o único caminho para a extinção dessas doenças.

Em todo o mundo, são 2,1 bilhões sem acesso à água potável e 4 bilhões sem saneamento seguro. Segundo a UNICEF e a OMS, a falta de saneamento básico é responsável por cerca de 40% dos casos de internação de crianças menores de 5 anos em todo o planeta, com sintomas de diarréia aguda, causada por diversos tipos de bactérias, protozoários e vírus, como o Rotavírus.

Em 10 anos da Lei do Saneamento básico, o número de brasileiros atendidos por abastecimento de água tratada passou de 80,9% para 83,3%.

A população atendida por coleta de esgoto cresceu de 42% para 50,3%.

O acesso a esgoto tratado foi de 32,5% para 42,7%. Este lento crescimento que pune o Brasil, castiga ainda mais as regiões Norte e Nordeste onde a incidência de doenças causadas pela falta de acesso ao saneamento básico caminha sem pressa em direção a alarmantes estatísticas com números ultrapassados e não condizentes com nosso país e o dinheiro gerado no Brasil. Visto que para cada 10 crianças e adolescentes brasileiros, 6 vivem na pobreza, a mais nova representante da UNICEF no Brasil, a franco-alemã Florence Bauer alerta nossos órgãos públicos, pois a  mudança é necessária e com estado de urgência.

O Planeta Terra sempre foi riquíssimo em recursos naturais, como os vegetais, os ventos, a água, a energia solar, o solo, as florestas, os minérios etc. Com o passar do tempo, algumas técnicas foram aprimorando e as sociedades foram desenvolvendo formas de apropriar mais os elementos da natureza, o que intensificou a exploração do meio ambiente. A longo prazo, essa utilização poderá, futuramente, resultar em sua extinção.

Mas por que será que é tão importante preservar o meio ambiente?

O cuidado com o meio ambiente é algo indispensável pelo atual momento em que se encontra a Terra. Nunca se falou tanto em sustentabilidade, preservação ambiental e assuntos relacionados ao meio ambiente. É uma questão que vem sendo discutida há muito tempo, mas só agora percebemos o quanto é importante preservar. O homem é o principal responsável pela degradação do meio ambiente e muitas vezes esquece que precisa de recursos como como água, alimentos e matérias-primas para sua própria sobrevivência. Sem esses recursos, todas as formas de vida do planeta correm o risco de acabar.

Ao longo dos anos, fomos egoístas em querer esse recurso só para nós, sem pensar como será o nosso futuro e dos nossos descendentes. Se todos tivermos consciência da importância da preservação ambiental, desde uma pequenas atitudes como o plantio de árvores e evitar o desperdício de água, já estaríamos fazendo a diferença!

Confira algumas imagens do fotógrafo Daniel Beltrá que mostram o sofrimento da Amazônia, a maior selva tropical do mundo que está lutando há décadas para sobreviver à exportação maciça de seus recursos:

Uma das missões da SaniClean é proporcionar um serviço que respeite o meio ambiente, destinando os efluentes coletados a uma estação de tratamento credenciada e licenciada. É através de atitudes assim que podemos fazer a diferença para o mundo!

E aí, você já fez a sua parte hoje?

O verão é um período chuvoso em grande parte do território brasileiro, trazendo ameaça de enchentes. A maioria das cidades não estão preparadas para o volume de água que recebem. E as medidas tomadas acabam sendo mais focadas em conter os danos do que em prevenir o transtorno. As causas das enchentes estão ligadas diretamente à falta de saneamento básico e à falta de coleta de esgoto.

A ocupação urbana causa impermeabilização do solo. Isso faz com que o local fique propício a enchentes. O resultado são problemas recorrentes como grandes prejuízos econômicos, perdas de vidas, agravamento da saúde pública através de doenças de veiculação hídrica, gerando situações de calamidade pública.

Mas a população também tem sua parcela de culpa com relação às enchentes. As pessoas devem estar conscientes sobre o gerenciamento de seus resíduos. Se o lixo for entulho, o cidadão deve fazer sua parte e contratar empresas particulares para enviar os resíduos para locais apropriados. Nossos resíduos afetam as enchentes da seguinte forma: como existe muito lixo na rua, eles vão acumulando e entopem as galerias de drenagem, impedindo que a água encontre o destino.

Existem muitas maneiras de reduzir os riscos de inundações. Uma delas é criação de parques que podem tolerar inundações ocasionais, sem prejudicar a vida dos moradores!

Matriz - São Paulo

Endereço: Rua Rio de Janeiro número 899
Chácara Solar Setor I, Santana de Parnaíba - SP
CEP: 06530-020
Telefone: (11) 4156-3082 | (11) 4705-2630 |
Celular: (11) 94738-8992 | 55*93*116040
Whatsapp: (11) 94738-8992
comercial@sanicleansanitarios.com.br | comercial2@sanicleansanitarios.com.br